terça-feira, 1 de março de 2011

OGUM


01-    BEIRA MAR

Beira Mar, auê Beira Mar-bis
Ogum já jurou bandeira
Nos campos do Humaitá
Ogum já venceu demanda
Vamos todos saravá

Beira Mar, auê Beira Mar -bis
Eu estava na minha gira
Eu estava no meu Congá
Eu estava na minha gira
Vamos todos saravá
Beira Mar, auê Beira Mar 2X

01-   BEIRA-MAR

Na onda do mar
Navega Beira Mar
Na onda do mar
Vem o caboclo do mar
Iemanjá traz a força do mar
Da sua força nasceu seu Beira Mar
Ogum respeita o céu
Ogum respeita a terra
Ogum respeita o ar
Ogum na água é o caboclo do mar

02-   BEIRA-MAR

Quando Ogum pisou na lua
Fez tremer a terra
Nos campos de batalha
Seu Ogum venceu a guerra
Ê ê ê... ê ê ê
Vamos saravar nosso pai Seu Beira-Mar

03-   BEIRA-MAR
Sua espada rebrilha e rebrilha no mar
Seu Ogum é guerreiro e só pode brilhar
Na sua morada que lhe deu Yemanjá
Seu Ogum Beira-Mar vem a seu filho ajudar

04-    BEIRA-MAR
Beira-Mar, auê, Beira-Mar
Beira-Mar, quem está de ronda é militar
Ogum já jurou bandeira
Nas matas de Humaitá
Ogum já venceu demanda
Vamos todos saravar



05-   BEIRA-MAR
Minha espada é de aço, Minha espada vai brilhar
Minha espada é de fogo e Ogum Beira-Mar

06-   BEIRA-MAR
Na lua mora um cavaleiro           
É, é, é o seu Ogum guerreiro       bis


Oi lá na lua tem, oi lá na lua há
Oi lá na lua mora seu Ogum Beira-Mar
Oi saravá Ogum e a falange de Yemanjá    bis

07-   BEIRA MAR

Seu Ogum Beira Mar
O que trouxe do mar?  BIS

Quando ele vem beirando a areia
Vem trazendo no braço direito                       
O rosário da mãe Sereia                    bis

08-   BEIRA MAR

Auê, auê Ogum Beira Mar, auê
Iansã virou o tempo
Pra Ogum não governar
Mas durante o barravento
Oxum se pôs a cantar

09-    BEIRA MAR

Meu Pai, que guerreiro é esse
Que vence na terra |
Que vence no mar >
Ele é lanceiro, ele é flecheiro
Ele é marinheiro, ele é de Yemanjá
Salve esse guerreiro |
Saravá Seu Ogum Beira Mar >

10-   BEIRA-MAR

Ogum, Iansã, Xangô, Yemanjá
Salve os Caboclos das matas
Salve Seu Ogum Beira-Mar

11-   BEIRA-MAR

Ogum Beira-Mar o que trouxe do mar?
Quando ele vem do mar, na mão direita
Ele traz uma guia de mamãe sereia

12-   MEGÊ

Oxóssi assobiou Pra passar no Humaitá - bis
Pra falar com Ogum Megê Mensageiro de Oxalá -bis

13-   MEGÊ

Ogum Megê, Ogum Megê
Ogum Iara >
Saravá cavaleiros de Umbanda >2X
A noite é linda, é de luar
Ogum Megê, Ogum Megê
É que vai chegar

14-   MEGÊ

Lá vem Ogum em seu cavalo
Com sua espada e sua lança na mão
A mata é vossa, deixa correr
E vamos saravar Ogum Megê

15-   MEGÊ

Ele vem de longe montado em seu cavalo
Com sua espada na cinta ele vem pra guerrear
Ele guerreia por este mundo
O seu nome é Ogum Megê neste Congá

16-   MEGÊ

O homem que bebe e fuma ô Ganga
É Ogum Megê ô Ganga
Xerê, xerê, xerê ô Ganga
É Ogum Megê ô Ganga

17-   MEGÊ

Ogum Megê, general de Umbanda
Com seu cavalo Seu Ogum foi guerrear
Com sua espada, com sua lança
Venceu demanda nos campos de Humaitá
Ogum Megê

18-    MEGÊ
Na porta da Romaria
Eu vi um cavaleiro de ronda  bis

Trazia um escudo no peito uma lança na mão
Ogum venceu a guerra e matou o dragão

19-   MEGÊ
A primeira espada quem ganhou foi ele
Mas ele é, ele é Ogum Megê
Que veio de Aruanda                                     bis

Pros seus filhos proteger


20-   Megê

Ogum em seu cavalo corre
 e a sua espada reluz             bis

Ogum,ogum,ogum Megê
Sua bandeira cobre os filhos de Jesus
Ogunhê

21-   ROMPE MATO

Ouvi o toque do clarim lá no Humaitá
Toque do maior do dia
Meu pai é Ogum Rompe Mato
Filho da Virgem Maria

 22-   ROMPE MATO

Eu vi raiar do dia, eu vi estrela brilhar
Eu vi Seu Rompe Mato, Ogum das matas
Vir morar à beira-mar

23-   ROMPE MATO

Ogum disse que ele é Rompe Mato
É Rompe Mato auê, ele é Rompe Mato
Porque rompe as matas auê
É Rompe Mato auê, saravá Ogum Rompe Mato

24-   ROMPE MATO

Ogum Iara, Ogum Megê
Onde está Seu Rompe Mato auê
Abre a gira de Umbanda auê

25-   - MATINATA

Quem vem de lá?
Quem vem lá de tão longe?
Ele é Ogum Matinata
Que vem no reino saravar

26-   MATINATA

Que cavaleiro é aquele
Que vem cavalgando no céu azul
É Ogum Matinata
Ele é defensor do Cruzeiro do Sul
Com a espada na cinta
Escudo no braço ele vem cavalgando
É Ogum Matinata
Ele é o defensor do Cruzeiro do Sul

 27-   NARUÊ

Magia, magia que faz o meu corpo tremer
Magia, magia que chega em silêncio
Sem a gente ver
É o Senhor Ogum
É o rei da magia que vem nos socorrer
É o Senhor Ogum
Quem vence a magia é Ogum Naruê,
Ogunhê

28-   OGUM NARUÊ

Ei gente de Umbanda
Sopra o vento no mar
Baixou Ogum Naruê
Chegou a falange dos filhos de Umbanda
Baixou Ogum Naruê

29-   TUCURUVU

Aí vem Tucuruvu >
Ele é filho das selvas das linhas de Ogum
Chegou Tucuruvu >
Ele é filho das selvas das linhas de Ogum
É Ogum de Cariri

30-    AKUAN

Seu Akuan é caboclo guerreiro |
Ele vem na falange de Ogum >
Ele olha por todos seus filhos, meu pai |
E não esquece nenhum >
Ele gira com o sol e com a lua |
Ele gira com a terra e com o mar >
Ele vem com sua falange, meu pai |
Pra firmar o seu Jacutá

31-   AKUAN

Ogum chamou das matas
Akuan pra trabalhar
Sua lança e sua flecha
São armas deste Congá
É vencedor de demanda
E seus filhos vêm salvar
É guerreiro, é valente
Vamos todos saravar.

32-   AKUAN

Akuan, Akuan, caboclo guerreiro
Altivo e bom companheiro
Akuan, Akuan
Amigo de dar a mão
Irmão, de dividir o prato
Retrato da Consolação
Oxalá abençoe teu coração
Salve Ogum... Salve São Miguel |
Mamãe Oxum, Akuan, me põe no céu >
AKUAN!...

33-   CURUGUÇU

Ele vem lá da Aruanda
Trazendo a luz, a luz da Umbanda
Ele vem com o clarim de Ogum
Anunciar que a Umbanda vai chegar
Ele  é caboclo de Umbanda
Ele vem do Cruzeiro do Sul
Ele é caboclo Curuguçu
Meu grito já ecoou
É a Umbanda que chegou
Meu grito ecoou
Pai Oxalá quem me mandou
Ele  é Curuguçu
Da corrente de Ogum
Que aqui chegou

34-    SETE ONDAS

Oh filhos de Umbanda
Seu Sete Ondas vem do Humaitá
Que bela surpresa
Vem de Aruanda nos abençoar
Oh bela surpresa
Bela surpresa, como está você
Que bela surpresa!
Vem da Aruanda pra nos proteger

35-    SETE ONDAS

Estava na beira da praia
Quando vi Sete Ondas passar
Abra a porta oh gente que aí vem Ogum
No seu cavalo branco ele veio saravar

36-   SETE ONDAS

Ogum de lei, |
Não me deixe sofrer tanto assim meu pai>
Quando eu morrer vou passar na Aruanda|
Saravá Ogum, saravá Seu Sete Ondas >
  
37-   sete ondas
Ronda,ronda,ronda, do
Ogum sete ondas ele vai rondar     bis

Ele vai rondar, ele vai rondar
Essa casa santa esse casuá      bis

38-    sete ondas

Sete Ondas na Terra
Sete Ondas no mar
Sete Ondas na Umbanda
Sete Ondas no Congá
Segura a pemba ê, ê
Segura a pemba ê, á
Segura a pemba
Deixa as ondas navegar

39-   iARA

Se meu pai é Ogum, Ogum |
Vencedor de demanda |
Ele vem de Aruanda |
Pra salvar filhos de Umbanda >
Ogum, Ogum, Ogum, Ogum Iara >
Salve os campos de batalha
Salve as sereias do mar
Ogum, Ogum Iara

40-   IARA

Seu cavalo corre, sua espada reluz
Sua bandeira cobre todos os filhos de Jesus
O seu cavalo corre, sua espada reluz
Auê, Ogum Iara aos pés da Santa Cruz >

41-    ogum de ronda


Beira Rio, Beira Rio, Beira Mar
O que se ganha de Ogum
Só Ogum pode tirar                        bis

Seu Ogum de Ronda ele vem girar
E vem trazendo folhas
Pra descarregar                                     bis

42-    Ogum de Ronda

Ogum de Ronda, rondei
Ogum de Ronda, ronda
Na sua aldeia lhe chamam
O rei das cobras coral

43-   OGUM SETE ESTRELAS

Eh cavaleiro de Umbanda
Ogum vencedor de demanda
Salve os filhos de mamãe sereia
Seu Ogum Sete Estrelas
Ilumina meu congá.

44-   OGUM SETE ESPADAS

Eu tenho Sete Espadas pra me defender |
Eu tenho Ogum em minha companhia >
Mas Ogum é meu Pai, Ogum é meu guia
Ogum vai baixar
Na fé de Zambi e da Virgem Maria

45-    Sete Lanças

Coroa de Flores (Sete Lanças)
O, o, o, o, o, o,........O, o, o, o, o, o,.................
O, o, o, o, o, o,........O, o, o, o, o, o,.................
Ogum de Lei, Ogum de Lei,
Ogum Iara, Ogum Megê
Ogum de Lei, Ogum de Lei,
Ogum Rompe Mato e Beira Mar....

Salve Ogum, Salve Oxalá, os Orixás,
Seu Sete Lanças e toda a aldeia.
Vamos saudar Ogum de Lei, Ogum Iara,
Mege, Rompe Mato e Beira Mar,...

Vamos saudar a Mãe Pequena, filha de Ogum,
A coroa é de flores, e flores também tem espinhos,
Filha de Ogum, agora é Babá, Babalao....
O, o, o, o, o, o, ..........O, o, o, o, o, o, .....

Vamos saudar Seu Sete Lanças,
Que de Aruanda traz a Paz e a Esperança....
É o Cabloco de Ogum, é Guerreiro da Paz....(bis)

Sua bandeira é a esperança,
É o Caboclo de Ogum, Seu Sete Lanças,
É o Caboclo de Ogum, é o Caboclo de Ogum,
Ogum de Lei, Ogum de Lei....

PONTOS DE LINHA



1-      Filho de pemba bebe água no rochedo


Filho de pemba bebe água no rochedo
Filho de Ogum corre campo
E não tem medo                                             bis

Eu vou pedir ao Criador
Que derrame o seu amor
Aos nossos guias e ao nosso Babalaô


2-      Por entre matas, por entre mares e terras

Por entre matas, por entre mares e terras
Eu entendi o que meu Pai quis dizer
Que Ogum não devia beber
Que Ogum não devia fumar
Mas a fumaça são as nuvens que passam
E a espuma, as ondas do mar                         bis
 
3-      Ogum guarda as pedreiras

Ogum guarda as pedreiras
mandado por Oxalá
Com a espada e com a lança, Ogum
Seus filhos vêm ajudar, Ogum

4-      ponto de batismo


Yemanjá cadê Ogum
Foi com Oxóssi ao Rio Jordão    bis


Foram saudar São João Batista
E batizar Cosme e Damião             bis

5-       

Ogum Iara, Ogum Megê,
Olha Ogum Rompe Mato, auê
Ogum Iara, Ogum Megê,
Tranca gira de Umbanda, auê.

6-      Ogum já venceu

Ogum já venceu, já venceu, já venceu
Ogum vem de Aruanda
E quem lhe manda é Deus                            bis


Ele vem beirando o rio
Ele vem beirando o mar
Oi salve Santo Antônio na Calunga
Benedito e Beira Mar                           bis

7-       

Lua bonita que clareia o mundo inteiro
E São Jorge no espaço, iluminai este terreiro
Oh meu São Jorge
Os seus filhos vêm chegando
Os seus filhos vêm descendo
Protegei esses irmãos
Ele é guerreiro, ele quebra macumbeiros
Ele quebra os feiticeiros, debaixo do alazão

8-      Quem está de ronda é São Jorge

Quem está de ronda é São Jorge
Deixa São Jorge rondar                                       bis

São Jorge é guerreiro
Que manda na terra e manda no mar
Saravá, meu pai, girar é bom é bom girar -bis

9-       

 Bendito guerreiro São Jorge
Que traz na espada o sinal da cruz
Trazendo a paz e a harmonia
Aos filhos benditos de Jesus
Ó São Jorge
Com sua espada de luz
Salvai os vossos filhos
Em nome da Santa Cruz

10-    

Em seu cavalo branco ele vem montado
Calçado de botas ele vem armado
Vinde, vinde, vinde |
São Jorge é nosso protetor >

11-   Na ponta da romaria

Na ponta da romaria
Eu vi um cavaleiro de ronda
Mas ele é São Jorge
São Jorge o nosso protetor

12-    Ogum olha sua bandeira

Ogum olha sua bandeira
É branca, é verde, é encarnada
Ogum, nos campos de batalha
Ele venceu a guerra
Sem perder soldados
 
13-    Ô Jorge, ô Jorge

Ô Jorge, ô Jorge
Vem de Aruanda
Tenha pena de seus filhos
São Jorge venceu demanda
Ogum, Ogum
Ogum meu Pai
Foi você mesmo quem disse
Filhos de Umbanda não cai

14-    

Ogum venceu a guerra
Ogum é ordenança de Oxalá
Quando Ogum vem de Aruanda
Ele vem na Umbanda
Pra seus filhos abençoar
Saravá Ogum Megê
Saravá Ogum Sete Ondas
Saravá Ogum Iara
Saravá Seu Beira-Mar

15-    

No Humaitá, no Humaitá
É o rei de Umbanda
São Jorge venceu demanda
Seu cavalo branco
Sua espada e seu escudo
Rompendo cerca de espinhos
Porta fechada

16-   Ogum foi praça de cavalaria

Ogum foi praça de cavalaria
Tirou vinte anos de infantaria
Foi capitão foi major um dia
Hoje é ordenança da virgem Maria

17-    

Foi lá no Humaitá aonde Ogum guerreou
Foi lá no alto mar que Yemanjá o coroou

18-    

Marchai, marchai Ogum do dia
Com a estrela D’Alva e a Virgem Maria
Oh, vem com a sua espada
Trazer a fé aos filhos
Que se acham em agonia
 
19-   Cavaleiro na porta bateu

Cavaleiro na porta bateu
Eu passei mão na pemba
para ver quem era.......
Cavaleiro na porta bateu
Eu passei a mão na pemba
para ver quem era.......
Era São Jorge Guerreiro, minha gente!
Cavaleiro na força e na fé
Era São Jorge Guerreiro, minha gente!
Cavaleiro na força e na fé

20-   Ogum, que abalou as estrelas

Ogum, que abalou as estrelas
Que abalou as areias
E as ondas do mar, Ogum
Ogum, a hora é boa
Abre os meus caminhos
Firma esse congá, Ogum

21-   Os campos de meu pai são largos

Os campos de meu pai são largos
Deixa os cavalos de meu pai correr    bis

Quem vem a frente é seu matinada,
Ogum iara e ogum Megê                       bis


22-    Capitão da Mata mandou avisar

Capitão da Mata mandou avisar
Caminho não tem, tempo não há
É militar que está de ronda
É militar

23-    Nesta casa de guerreiro       

Nesta casa de guerreiro          Ogum
Vim de longe pra rezar            Ogum
Rogo a Deus pelos doentes    Ogum
Na fé de Obatalá                      Ogum
Ogum salve a casa santa        Ogum
Os presentes e os ausentes   Ogum
Salve nossas esperanças        Ogum
Salve os velhos e crianças      Ogum
Nego velho ensinou                Ogum
Na cartilha de Aruanda          Ogum
E Ogum não esqueceu            Ogum
Como vencer as demandas   Ogum
A tristeza foi embora              Ogum
Na espada de um guerreiro   Ogum
E a luz do romper da aurora  Ogum
Vai brilhar neste terreiro
24-    Ogum e mamãe sereia

Ogum e a mamãe sereia
São dois cabos de guerra
Sereia é rainha do mar
Ogum é rei na terra

25-    Ô mamãe eu vi um lindo menino

Ô mamãe eu vi um lindo menino
Ia montado em um cavalo branco
Ô mamãe que santo eu vi?
São Jorge passou por aqui

26-   Na lua nova eu adorei Ogum

Na lua nova eu adorei Ogum
Adorei, adorei Ogum

27-    Ogum Dilê
pelo mundo andei
Ogum Dilê pelo mundo anda     bis

Mas olha eu senhor Ogum
Pelo mundo andei                  
Pelo mundo anda                    bis

28-    Nas patas do seu cavalo

Nas patas do seu cavalo
Ele tem ferradura
Faca e punhal ele traz na cintura    bis

Mas ele é Ogum General
Que venceu a guerra
Nos campos de Humaitá     bis

29-    Ó que noite tão bonita

Ó que noite tão bonita
Ó que céu tão estrelado
Carruagem tão bonita
Carruagem tão formosa
Que Ogum ganhou

30-    Quando os clarins tocavam

Quando os clarins tocavam
Sua banda formava
Ogum, general de Umbanda
Venceu a guerra nos campos de Humaitá

31-    Eu não seria nada
Eu não seria nada se não fosse Ogum
Para abrir a minha estrada                      bis

Valente guerreiro aqui chegou
Vencedor de demanda
Meu protetor
Em sua trajetória
Meu pai luta contra o mau
Foi nos campos de batalha
Que se tornou general

Eu não seria nada Se não fosse Ogum
Para abrir a minha estrada                      bis

Salve seu Ogum de Ronda
Salve seu Ogum Megê
Saravá Beira Mar Ogum Iara, Ogum de Lê
Salve toda a falange do glorioso guerreiro

Que corta toda a demanda aqui dentro do terreiro

Eu não seria nada Se não fosse Ogum
Para abrir a minha estrada

São Jorge é guerreiro de Umbanda
Ele segura a sua espada no ar
Ele ganhou a sua lança de ouro
Pois venceu demanda no campo do Humaitá

32-    Ponto cruzado  sete Onda/Beira -mar

Ogum Sete Ondas, Ogum Beira-Mar
Olha que Ogum está de ronda
Chama Ogum e vamos trabalhar
Ogum é quem vence demanda
Deixa Ogum demandar
Olha que Ogum está de ronda
Chama Ogum e vamos trabalhar

33-    Dia 23 de abril

Dia 23 de abril
O meu santo protetor
Vai ter Festa na aruanda
Cambone e babalaô
São Jorge é um santo valente
Que vence qualquer demanda
Entre todos no terreiro
È o mais  saudado na umbanda

pontos de subida



01-    (congo de ouro)

Meu pai Ogum
Deus lhe de boa viagem
Nossa senhora te leve
Na primeira carruagem

Seu___________
Nossa senhora te leve
Na primeira carruagem

02-   Selei ,selei  seu cavalo selei (congo de ouro)

Selei, selei seu cavalo selei
Selei, selei seu cavalo selei

Pai Ogum já vai embora
Pai Ogum já vai embora

Chefe da guarda mandou avisar
Seu cavalo está pronto
Pro senhor viajar
Mas como é lindo no clarão da lua
O cavalo branco com a imagem sua   bis

03-   (Angola)

Mandei selar seu cavalo
Para ogum viajar...
Vai pra casa de nossa Senhora da Gloria, ele vai
Mas torna a voltar                                                        bis

04-    Seu sentinela veio avisar

Seu sentinela veio avisar
Seu cavalo está selado
Para Ogum ir viajar

Como é bonito o romper da aurora
Seu Ogum vai cavalgando
Pela estrada afora                                   bis
 
05-   Seu Ogum vai, vai

Seu Ogum vai, vai
Vai, deixa saudades
Seu Ogum vai
Sua banda, ela lhe chama
Seu Ogum vai
Descobrir se tem demanda


06-    Ogum já me Saravou...

Ogum já me Saravou... ohooo...
Ogum já me abençoou                                   bis

Filhos de Pemba, a Umbanda chora
É o Seu Ogum que já vai embora
A Umbanda gira, gira, gira, girê
A Umbanda gira, gira, gira, girá

Ogum vai embora para sua banda
Olha a banda com banda
É katingelê
Firma ponto, Ogum vai embora
Firma ponto ogunhê


08-    Subida seu Sete Ondas

Mandei selar meu cavalo
Para Ogum viajar
Vai para a terra de Nª Sra. da Glória
Ele vai, mas torna a voltar
É madrugada
Toca a alvorada
E aí vai Ogum
Seu Ogum Sete Ondas
A benção meu pai
Quem é filho de Ogum
Roda, balança e não cai

09-   Adeus cavaleiro de Umbanda

Adeus Ogum
Adeus cavaleiro de Umbanda
Adeus Ogum
Adeus guerreiro de Aruanda
Adeus Ogum
Ogum, Ogum !
 
10-   Selei ,selei

Selei, selei o seu cavalo selei
Seu Ogum já vai embora seu cavalo eu sele i-bis



                  PONTO DE OGUM DEMANDA



1-      CORTA PAU (barra vento)

OGUM CORTA O PAU SERRA MADEIRA
OGUM CORTA O PAU SERRA MADEIRA

Ê,Ê,Ê SERRA MADEIRA
Ê,Ê,Ê SERRA MADEIRA

2-      TÁ NO PAU(barra vento)

OGUM TÁ NO PAU, SERRA MADEIRA
OGUM TÁ NO PAU, SERRA MADEIRA

OGUM TÁ NO PAU, SERRA SENHOR
OGUM TÁ NO PAU, SERRA SENHOR

3-      OGUM LIMPOU( Nagô)

OGUM LIMPOU....
OGUM LEVOU
LEVOU PRAS ONDAS DO MAR
PRA YEMANJÁ DESCARREGAR

4-      OI LEVA (nagô)


OI LEVA, LEVA OGUM
LEVA PRAS ONDAS DO MAR
SE AS ONDAS ESTIVER FECHADAS
OI LEVA LÁ PRA MARAMBAIA

5-       OGUM É MEU PAI

OGUM É MEU PAI E MEU SANTO
NA CERCA DE QUATRO CANTOS
CHAMEI MEU SANTO DE FÉ
MAS EU JUREI VENCER ESSA DEMANDA
ESSA LINHA DE UMBANDA
VALEI-ME SÃO GABRIEL

6-      Ogum menino

Ogum não é menino que se engana com um tostão
Só se lembra de Ogum
 Na hora da precisão

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário